Central de Atendimento

(51) 3228 2318

WhatsApp (51) 9 9870 5808

Por que os resultados do exame citológico e de biópsia estão demorando?

A incerteza para aguardar os resultados da biópsia ou do exame citológico podem deixar os pacientes nervosos e ansiosos. Não saber por que os resultados atrasaram traz muita insegurança, na maioria das vezes desnecessária. 

 

Em geral, ambos ficam prontos em 1 ou 2 dias após a amostra ser recebida no laboratório, mas há algumas razões para os resultados demorarem mais tempo do que o esperado. Uma delas é o tempo de processamento. Por motivos técnicos, determinados tipos de tecido levam mais tempo do que outros para serem processados, como ossos e outros tecidos com grande quantidade de cálcio. Outra razão técnica que explica o atraso é que a solução de formol usada para preservar o tecido leva mais tempo até penetrar nas amostras com partes de tecido adiposo, como as biópsias da mama. 

 

Quando um órgão inteiro é removido, caracterizando uma biópsia grande, é possível que sejam exigidos mais dias para que o produto químico penetre no tecido - no caso, a formalina, que deve ser bem absorvida, possibilitando a visualização no microscópio e a precisão do exame. Outra situação comum é a necessidade de o patologista avaliar mais fragmentos, solicitando peças extras de tecido para serem processadas. Isso pode adicionar 1 ou 2 dias até a obtenção do resultado.

 

A maioria das patologias cancerosas podem ser diagnosticadas com as colorações habituais, mas é comum que haja exames que exigem cor especial para obtenção do diagnóstico preciso, como os de imuno-histoquímica. Outros estudos mais avançados, como a citometria de fluxo, microscopia eletrônica e técnicas de patologia molecular podem levar ainda mais tempo, então não se assuste.

 

Outra razão de atraso do laudo médico é quando o patologista deseja uma segunda opinião de um especialista. Ainda que as características anormais de alguns tipos de câncer sejam evidentes, há casos com características difíceis de serem distinguidas. Há patologistas especializados em sistemas específicos, como digestivo e reprodutivo, que podem auxiliar com uma segunda opinião. Quando casos raros surgem,é comum que as lâminas sejam enviadas por correio ou imagem digitalizada, o que pode atrasar a liberação do laudo final. 

 

Os pacientes devem entender que os atrasos têm risco de acontecer por diferentes razões. A própria digitação do laudo leva um tempo adicional. Por isso, nada de entrar em pânico: siga as orientações do seu médico e aguarde! 

Please publish modules in offcanvas position.